O que significa a eficácia de 50,38% da CoronaVac na prática

Escrito por em 12/01/2021

O esperado dado da eficácia geral da CoronaVac foi apresentado nesta terça-feira (12/01), com uma taxa global de proteção contra a covid-19 de 50,38%.  Em outras palavras, o número significa que quase metade da população vacinada, caso venha a desenvolver a doença, ela não passará de sintomas muito leves, que não depende de atendimento médico. 

Os números detalhados hoje pelo Instituto Butantan revelaram que o imunizante, desenvolvido em parceria com a empresa chinesa Sinovac, atende aos critérios mínimos estabelecidos pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e pela OMS (Organização Mundial da Saúde).

O maior triunfo da CoronaVac, no entanto, está na pressão sobre o sistema de saúde. A vacina se mostrou 100% eficiente ao impedir casos que necessitem de respiradores ou internação hospitalar.  A chance de tomar o imunizante e ter a doença de forma leve é de 22%. 

“Temos uma vacina que é potencialmente capaz de prevenir, doença, doença grave e morte. E afinal das contas era tudo isso que a gente queria desde o começo. Eu tenho uma vacina cujo risco pessoal é quase zero, porque os efeitos adversos são mínimos. Mas eu tenho um benefício que não é só para mim, é coletivo, de reduzir o risco de doença em 50%”, avaliou Natalia Pasternak, doutora em microbiologia e presidente do Instituto Questão de Ciência.

FONTE: R7


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



Música

No Ar

Artista

Background