Mulher de Schumacher chora e diz: ‘Eu sinto falta do Michael todo dia’

Escrito por em 15/09/2021

Corinna Betsch, mulher de Michael Schumacher, chorou durante entrevista ao documentário lançado hoje sobre a vida e a carreira do ex-piloto. Ela afirmou que sente falta do heptacampeão da Fórmula 1. 

“Sinto falta de Michael todos os dias”, disse Corinna no documentário. “Mas Michael está aqui. Diferente, mas aqui. Ele ainda me mostra o quão forte ele é todos os dias”, acrescentou.

Schumacher sofreu grave acidente enquanto esquiava na estação de Meribel, nos Alpes Franceses, no dia 29 de dezembro de 2013. Ele bateu a cabeça em uma pedra e, mesmo de capacete, entrou em coma.

Após sofrer o acidente, Schumacher ficou internado no Hospital de Grenoble, na França, até o dia 16 de junho de 2014. Depois disso, foi transferido para continuar o processo de reabilitação em Lausanne, na Suíça – onde permaneceu até 9 de setembro daquele ano.

No mesmo dia 09, a assessora de imprensa do ex-piloto, Sabine Kehm, afirmou à imprensa que Schumacher estava deixando o hospital para continuar o tratamento em sua casa, também na Suiça, em Gland.

“Estamos tentando continuar como uma família, do jeito que Michael gostava e ainda gosta. Vivemos juntos em casa. Fazemos terapia. Fazemos tudo o que podemos para tornar Michael melhor e para garantir que ele se sinta confortável”, contou a mulher de Schumacher.

“Estamos prosseguindo com nossas vidas. ‘Privado é privado’, como ele sempre disse. É muito importante para mim que ele possa continuar a desfrutar de sua vida privada tanto quanto possível. Michael sempre nos protegeu, agora estamos protegendo Michael”, afirmou Corinna.

Mick Schumacher, piloto da Hass na Fórmula 1 e filho de Michael com Corinna, também está no documentário. “Quando olho para ele, penso:’ Quero ser assim'”, declarou Mick.

FONTE: UOL


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



Música

No Ar

Artista

Background