Danilo Gentili sobre condenação: “Tenho mais acusações que Hitler”

Segunda-Feira, 15 de Abril de 2019 às 21:07

Condenado a 6 meses e 28 dias de detenção, em regime semiaberto pelo crime de injúria contra a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS), Danilo Gentili se pronunciou novamente sobre as acusações. Em entrevista a Leda Nagle, o comediante disse achar isso tudo “um absurdo” e afirmou que “nem Hitler foi acusado por tanta coisa”.

O apresentador do The Noite, que ainda pode recorrer da sentença, também comparou sua condenação à situações de culpabilidade de vítimas de estupro. “Quando você diz para uma mulher ‘você foi estuprada, mas também estava de minissaia’, está colocando a culpa na vítima, quando só o estuprador é o culpado. E é o mesmo caso aqui. Você culpa a vítima da censura por uma pena tão discrepante como essa”, explicou Gentili.

Em seguida, o comediante garantiu que não irá mudar seu jeito, nem evitar piadas por medo de ser processado novamente. “Se eu deixar de fazer qualquer piada com medo da patrulha, quer dizer que eles venceram, quer dizer que não sou mais comediante, que sou militante político”, disse.

“Cheguei até aqui porque não mudei. Falar não é crime, não pode ser”, destacou Gentili. Quando questionado por Leda se acha que irá para a prisão, Danilo foi enfático ao dizer que não. “Praticamente impossível. Mas se me perguntassem há uma semana se eu seria condenado, diria ‘impossível’, e fui”.

FONTE: METRÓPOLES

ouça ao vivo

estúdio ao vivo