Bruno Gagliasso afirma: 'Família, amor e amigos são tudo'

Terça-Feira, 11 de Outubro de 2016 às 21:33

Bruno Gagliasso realmente parece estar vivendo um dos melhores momentos de sua vida, tanto no âmbito profissional (como protagonista da atual novela das 18h, Sol Nascente), quanto no lado mais pessoal, principalmente depois da chegada da filha, Titi, do casamento com Giovanna Ewbank.

Em conversa com o amigo João Vicente de Castro, para a revista TOP, o ator refletiu sobre vários dos temas que cercam sua vida, inclusive a família, aproveitando a ocasião para ressaltar, ainda mais, o imenso amor que sente pelos parentes.

"O que mais valorizo nesse mundo é a minha família. E agora, mais do que nunca, que tenho uma filha e já já outros filhos a caminho. Não posso perder a paz e a tranquilidade que temos para existir, a possibilidade de viver intensamente esse amor e de ver essa história correr", afirmou ele, antes de também contar o que faria, caso pudesse gastar, no momento, U$ 10 milhões. 

"Acho que investiria na fundação e manutenção de um orfanato no Malaui. Jamais tive contato com tanta pobreza em minha vida. É o país mais pobre do mundo e não existe, ou pelo menos nunca vi no Brasil, nada tão assustador e triste quanto a pobreza que impera naquele lugar. Passamos muito tempo lá, no processo de adoção da Titi, temos uma forte ligação com o país e seu povo, então, se eu tivesse 10 milhões de dólares para gastar, nesse momento, fazendo uma coisa só, eu investiria em aliviar a pobreza das crianças daquele país", falou o artista. 

Ainda durante a entrevista, Bruno falou um pouco sobre os motivos pelos quais ama ser ator e as mudanças em seu jeito de lidar com a profissão e, consequentemente, com o sucesso, conforme foi crescendo e amadurecendo. 

"Acho que ser reconhecido muitas vezes ajuda. As pessoas sentem como se já nos conhecêssemos, como se fossêmos da família, e essa sensação de ser querido assim, de primeira, é bem legal. Mas isso também tem efeito contrário, às vezes... Então, tudo tem seus dois lados", declarou ele, antes de continuar comentando sobre sua carreira. 

"Quando se é mais jovem, em início de carreira, a gente acaba caindo em algumas ciladas e acreditando mais do que deve em tudo o que nos dizem. Vivi isso, é normal. Depois, a gente amadurece e passa a entender todas as armadilhas e, acima de tudo, todas as responsabilidades. Passamos a nos apegar cada vez mais e quase exclusivamente à família e amigos de muito tempo, porque são eles que mantêm nossos pés no chão, quando tudo e todos te levam a descolar da realidade. Família, amor e amigos são tudo", afirmou Gagliasso para João Vicente. 

FONTE: O FUXICO

ouça ao vivo

estúdio ao vivo